A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

REN defende renováveis para diminuir dependência energética

As futuras centrais térmicas da empresa Redes Energéticas Nacionais (REN) vão acompanhar o ritmo do desenvolvimento sustentável de outros países europeus, afirmou Albino Marques. O responsável da REN falava, ontem, na abertura da sessão de apresentação da agenda «Energia para um futuro sustentável», da autoria do Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável (BCSD Portugal). Helena Azevedo, também da REN, defendeu na sua apresentação que é necessário assegurar a sustentabilidade do sistema energético.
Actualmente, a dependência da União Europeia relativamente às importações de energia é de 50 por cento, ao ritmo de consumo de hoje em dia, em 2030 essa dependência seria de mais 15 por cento. Para reduzir a dependência energética é necessário uma aposta nas energias renováveis, advogou.
A agenda apresentada durante a iniciativa divide-se em seis grandes temas: garantir investimentos em infra-estruturas; levar mais energia a mais pessoas; utilização da eficiência como um recurso final; diversificar e descarbonizar os combustíveis; acelerar a investigação; e reforçar e modernizar as redes. As propostas foram elaborada pelo World Business Council for Sustainable Development, uma coligação de 180 empresas internacionais unidas pelo compromisso partilhado de um futuro sustentável.
Fonte: ambiente online

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável