A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

Martifer entra no mercado grego com compra de 60% da empresa grega PVI

A Martifer entrou no mercado grego das energias renováveis com a compra de 60 por cento da empresa grega PVI, a partir da qual quer ser líder no segmento de mercado fotovoltaico grego, anunciou hoje a empresa.
O valor da transacção não foi revelado, mas fonte oficial da empresa afirmou à Lusa que se "trata de uma empresa pequena", pelo que o valor "não foi relevante".
A Martifer Solar e os seus investimentos foram apresentados esta quinta-feira pelo vice-presidente da empresa, Jorge Martins, a investidores e políticos com interesses no segmento das renováveis.
Jorge Martins considerou que a entrada da PVI no grupo Martifer vai permitir às duas empresas crescer no mercado da energia solar fotovoltaica grego, considerado de elevado potencial.
O objectivo da Martifer, ser líder no segmento do mercado fotovoltaico grego.
De acordo com o responsável, "o mercado grego é de especial relevância estratégica para o grupo Martifer".
Segundo os objectivos do governo grego, a Grécia será uma potência do Sudeste Europeu na área das energias renováveis nos próximos anos.
A Martifer Solar está já presente em seis países - Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Estados Unidos, Angola e Grécia - e quer continuar a entrar em novos mercados europeus.
De acordo com projecções actuais, o mercado grego representará cerca de 700 megawatts (MW) até 2020.
09 de Maio de 2008, 14:56

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável