A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

Subscrição de acções EDP Renováveis começa segunda-feira

A estreia da EDP Renováveis em bolsa está prevista para 4 de Junho, de acordo com a informação relevada hoje ao mercado pela Energias de Portugal (EDP), com o prazo da oferta pública a decorrer entre os dias 19 e 30 de Maio.

Serão colocadas em bolsa mais de 225 milhões de acções da nova empresa, ou seja, 25 por cento do capital.
Destes, 20 por cento destinam-se a investidores institucionais e 5 por cento a trabalhadores, accionistas da EDP e público em geral.
A empresa definiu um intervalo de preços de 7,40 a 8,90 euros para a subscrição das acções, o que avalia a EDP Renováveis entre 7 e 8 mil milhões de euros.
O IPO da EDP Renováveis é o maior de sempre da bolsa portuguesa.
A EDP Renováveis é a quarta maior empresa mundial de energias renováveis, em que a espanhola Iberdrola Renovables é a maior.

ANP.

Lusa/fim

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável