A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

Veículos Movidos a Hidrogénio

Cada vez mais existe a certeza de que o hidrogénio será o combustível do futuro, no sector automóvel.
Grandes marcas estão já a apostar no desenvolvimento de protótipos cujo combustível é o hidrogénio: A Ford, a Honda, Toyota (Lexus) a DaimlerChrysler,a BMW entre outras, tem já em teste veículos alimentados a hidrogénio, funcionando via Fuel-cell ou mesmo combustão directa do H2. Em ambos os casos não há libertação de C02, apenas Água!
No Porto, já circularam 3 autocarros movidos a hidrogénio durante 2004, inseridos no projecto-piloto CUTE (Clean Urban Transport for Europe) financiados pela UE.

How a Fuel Cell Works


A Comissão Europeia quer acelerar a comercialização de veículos movidos a hidrogénio de 2010 a 2020. Hoje, Bruxelas aprovou a criação de um programa de investigação que prevê um financiamento europeu de 470 milhões de euros, nos próximos seis anos, e a simplificação da entrada no mercado dos veículos já disponíveis.
As propostas de criação do Fuel Cells and Hydrogen Joint Initiative (JTI) e da simplificação de processos estão ainda sujeitas a aprovação pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho de Ministros.
“A introdução dos veículos a hidrogénio tem o potencial de tornar o ar da Europa mais limpo e reduzir a sua dependência dos combustíveis fósseis”, comentou Gunter Verheugen, vice-presidente da comissão.
“Definir padrões comuns vai ajudar à introdução destes veículos e garantir a segurança dos cidadãos. Além disso, vai aumentar a competitividade dos fabricantes europeus”, acrescentou.
De momento, os veículos a hidrogénio não estão incluídos no sistema de aprovação de veículos da União Europeia. Por isso, os processos de aprovação são complicados e caros. A proposta de hoje vai incluí-los nesse sistema.

BMW HYDROGEN Technology 3D Animation


O hidrogénio, quando usado nos motores de combustão ou nos sistemas de células de combustível, não emite gases com efeito de estufa, diz a Comissão Europeia. No entanto, a produção de hidrogénio pode produzir emissões, a não ser que se faça a partir de fontes de combustíveis não fósseis ou que se faça o sequestro do carbono.
Fonte: Público

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável