A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

POUPAR ENERGIA EM TODA A CASA

Todos podemos contribuir para uma maior eficiência energética com pequenas acções quotidianas. E também os fabricantes, reduzindo o consumo em stand-by, por exemplo. Cada kWh poupado pode fazer a diferença.
Quando recebemos uma factura ao final do mês ou quando falta a luz descobrimos o quanto dependemos da energia eléctrica. Associado ao consumo voraz de energia, estão as alterações climáticas e o aumento do custo da electricidade e dos combustíveis. Este é um campo onde o consumidor pode desempenhar um papel muito importante. Podemos usufruir dos produtos e serviços, evitando gastos desnecessários. Uma das opções é aderir à tarifa bi-horária.
Cozinha
- Desligue a chama-piloto do esquentador quando não o utiliza, pois poupa dezenas de euros por ano. No Verão, baixe a temperatura da água do esquentador ou da caldeira.
- Ao cozinhar com as panelas ou tachos tapados, o gasto de electricidade ou de gás será menor. Desligue o bico antes de a comida estar cozinhada, pois o calor residual será suficiente para finalizar a cozedura. O mesmo se aplica ao forno.
- Aproveite ao máximo o sol e o vento, estendendo a roupa num estendal , e evitando a máquina de secar. Quanto às máquinas de lavar roupa e loiça, evite programas com temperaturas elevadas.
- Mantenha o frigorífico e o congelador com as portas fechadas, pois tal evita a acumulação de gelo e a entrada de calor. O frigorífico deve ter uma temperatura entre 3 e 5ºC e o congelador entre -18 e -24ºC.
- Prefira um aparelho (como frigoríficos ou máquinas de lavar) com uma etiqueta energética de classe A. O consumo é menor em 70% de electricidade do que um modelo de classe D.
Casa de banho
- Retire a escova de dentes eléctrica e a máquina de barbear da tomada, após estarem carregados.
- Pode gastar menos gás e poupar 80 mil litros de água por ano se tomar duche em vez de banho de imersão.
- As torneiras de fluxo reduzido podem diminuir para metade a abundância de água. Fechar a torneira enquanto faz a barba ou lava os dentes permite poupar água e energia até 50 por cento.
Sala
- Face às lâmpadas incandescentes , as economizadoras permitem poupar mais de 80% de energia. Embora mais caras, duram muito mais tempo, o que compensa o custo de aquisição. Quando já não funcionam, devem ser entregues a ecocentros. Desligue as luzes em divisões que não estão a ser utilizadas ou em zonas de passagem, como corredores. Tal pode significar uma redução em 25% do consumo energético anual.
- Desligue a televisão, o leitor de DVD e a aparelhagem directamente no aparelho, e retire da tomada a ficha do computador e dos periféricos.
- No Inverno, regule a temperatura dos radiadores ou do aquecimento central para 20ºC. Baixe a temperatura ou desligue o aquecimento durante a noite em períodos de ausência. Caso tenha um termóstato programável, a regulação poderá ser automática. Para o aquecimento central, as escolhas económicas são as caldeiras a gás natural ou o ar condicionado central. O ar condicionado é preferível aos tradicionais radiadores eléctricos.
Quarto
- As unidades exteriores de ar condicionado devem ser instaladas num local onde haja circulação de ar, sem estar exposto ao Sol. Feche as portas da divisão onde o ar condicionado está a funcionar, para não haver perdas energéticas. No Verão, mantenha as persianas o mais fechadas possível durante as horas de maior calor, para evitar que o ar condicionado trabalhe em esforço. Desligue os aparelhos quando ninguém estiver na divisão e limpe os filtros de 15 em 15 dias.
- Após carregar o telemóvel, retire o carregador da tomada.
- Prefira janelas com vidros duplos, que isolam do frio e do ruído. A caixilharia em madeira é melhor do que o alumínio tradicional. Se optar por este, a caixilharia deverá ter corte térmico. No Inverno, cortinas pesadas ou carpetes ajudam a conservar o calor no interior da casa.

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável