A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

Certificação Energética dos imóveis é obrigatória

Sabia que a partir de Janeiro de 2009, a Certificação Energética dos imóveis para venda ou arrendamento é obrigatória?

A Certificação Energética mede o Consumo e o Conforto do imóvel, quantifica o seu Desempenho Energético, ao qual é atribuído uma etiqueta e que considera:
- Localização, exposição solar, características da construção e equipamentos
- Nível de energia necessário para produzir água quente e para manter a habitação a uma temperatura superior a 20º C no Inverno e inferior a 25º C no Verão.

A Certificação Energética permite:
- Realizar a escritura cumprindo a legislação: o proprietário do imóvel que não apresente o certificado de eficiência energética na escritura está sujeito a uma coima de € 250,00 a € 3.740,98
- Reduzir a factura energética, melhorar o conforto térmico e preservar o meio ambiente
- A valorização da sua casa, no caso de ter uma boa classificação
- Recuperar o custo: Majoração em 10% da dedução à colecta dos custos de Crédito à Habitação em sede de IRS caso tenha classe A ou A+

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável