A utilização de tecnologias no âmbito das Energias Limpas, ou seja eficiência energética e energias renováveis tem crescido enormemente nas últimas décadas.
Tecnologias, consideradas no passado como exóticas, estão agora disponíveis no mercado, representando alternativas economicamente viáveis aos sistemas baseados na utilização de combustíveis fósseis com todos os problemas associados, nomeadamente no que concerne à emissão de gases com efeito de estufa.

Austrália quer construir a maior central solar do mundo

A Austrália quer construir a maior central solar do mundo, capaz de produzir mil megawatts de energia, num investimento de cerca de 777 milhões de euros, anunciou hoje o primeiro-ministro Kevin Rudd.
“O Governo pretende investir com a indústria na maior central de produção de energia solar do mundo, que será três vezes maior do que a actual, que está na Califórnia”, disse Rudd. Os detalhes serão revelados no final do ano e os candidatos à construção da central deverão ser nomeados no primeiro semestre de 2010.
Rudd justificou o desafio com a necessidade de “apoiar um futuro limpo para a Austrália, de promover a actividade económica e para criar postos de trabalho”. O primeiro-ministro sublinhou ainda que a Austrália quer ser líder na energia renovável. “Não queremos ser seguidores, queremos ser líderes”.
Mas não é tudo. Kevin Rudd adiantou que, eventualmente, esta central será o primeiro passo para criar uma rede de centrais solares por todo o país. As localizações serão escolhidas de forma a integrar-se na actual rede eléctrica.
O investimento de 777 milhões de euros faz parte de um pacote de 2,5 mil milhões de euros para energias limpas, iniciativa do Governo de Camberra.
Rudd adiantou ainda que a Austrália vai tornar-se membro de pleno direito da Agência Internacional das Energias Renováveis (IRENA, sigla em inglês). O seu primeiro encontro global está marcado para Junho. A IRENA foi criada oficialmente em Bona, a 26 de Janeiro deste ano. Até ao momento, 80 Estados já assinaram os seus estatutos: 29 africanos, 27 europeus, 16 asiáticos e oito latino-americanos. Portugal está na lista.

As últimas NOTÍCIAS sobre Energia Renovável